Français English Belge FR Belgium NL Nederlands Deutsch Spain Italiano Portugal Czech Slovakia

O seu guia prático

O que lhe diz o seu corpo

O primeiro contacto entre duas pessoas é importante e muitas vezes, a primeira impressão é decisiva. Durante a entrevista, o seu interlocutor - que nunca o esqueça, é muitas vezes um profissional de recrutamento - fará em poucos minutos, uma certa ideia da sua personalidade.


A sua aparência geral, indumentária, expressão facial, aperto de mão, pontualidade, atitude e a forma como se move são parte integrante de si e refletem a forma como comunica. Todos estes aspetos que mostra de sipróprio serão vistos e registados pelo seu interlocutor.

Esta linguagem não-verbal é suficientemente importante para que se dê ao trabalho de se informar a esse respeito. A troca verbal é facilmente controlável já que é feita conscientemente. Ao invés, o processo de comunicação não-verbal é menos evidente. No entanto, com um pouco de reflexão e um pouco de preparação, os vários aspetos da expressão não-verbal própria podem ainda assim ser utilizados de forma consciente.

Vários estudos comportamentais informam-nos que 55% da mensagem é transmitida pela linguagem corporal - portanto de forma inconsciente e incontrolável -. A voz contribui com 38%, enquanto que as palavras representam apenas 7%.

Aplique esta teoria na entrevista de emprego e irá aperceber-se que não é apenas o que diz que é importante, mas que a forma como o expressa e a impressão geral que transmitir que determinará as suas chances de sucesso.

Isto não significa, obviamente, em absoluto que todo o seu esforço de preparação deve se centrar no seu comportamento não-verbal e que, tendo apostado tudo neste aspeto, se possa dar ao luxo de dizer o que quer que seja, mas sim que este aspeto merece certamente a sua atenção.

Mais uma vez, nunca se esqueça de que irá provavelmente encontrar um profissional do recrutamento que saberá descodificar as manipulações para se concentrar no essencial: as suas competências, a sua personalidade e a sua capacidade de satisfazer as necessidades da sua empresa.

Quando está nervoso, os seus braços, as suas pernas e as suas mãos estorvam-no. Não sabe o que fazer ou como se manter para parecer descontraído.

Eis alguns conselhos:

Considere os seguintes factos:

  • Os braços, pernas, pés, mãos...

    • Não cruze os braços. Mesmo que este gesto lhe dê uma sensação de segurança, estabelece uma barreira entre você e os outros e assim, envia uma mensagem de defesa e de recolhimento sobre si próprio que nunca é apreciado.

    • Pouse os seus braços flexivelmente no seu colo, nos braços da sua cadeira ou sobre a mesa.
      Se não consegue sentir-se confortável, agarre em ferramentas que possam parecer útil para a sua entrevista: um bloco de notas e uma caneta, um cartão de visita, ou apenas o seu crachá de visitante.
      Isso oferecer-lhe-á o conforto de um suporte e ajudará a evitar que se distraía mais tempo com o pensamento dos seus membros que o estorvam.

    • Também pode usar as mãos para fazer gestos que acentuarão certos aspetos do seu discurso ou que o tornarão explícito. Alguma linguagem gestual exprime que se sente perfeitamente à vontade e mostra o seu entusiasmo, mas evite toda e qualquer teatralização ou exagero.

    • Não negligencie a posição das suas pernas e dos seus pés.
      Mesmo se o seu interlocutor não os vê porque está sentado, qualquer movimento das suas pernas e dos seus pés será percetível e, ainda mais, um bater de pés nervoso transmitirá ao resto do seu corpo um tremor desagradável.

    • Forçe-se a acalmar-se, controle-se e espere de ter terminado a entrevista para esticar as pernas.


 

  • O aperto de mão

    • Apresentar a palma da mão para baixo indica um temperamento dominante.

    • Apresentar uma mão estendida com o braço rígido indica que deseja manter o outro à distância e fora do seu círculo interno.

    • Apresentar a mão com o braço estendido e a palma da mão para baixo coloca a pessoa que o recebe em posição subordinada.

    • Contrariamente, precipitar o outro ao seu encontro pode indicar uma demasia de intimidade que não é adequada para uma entrevista de emprego.

    • Devemos relembrar que a maioria das pessoas gostam de um aperto de mão vigoroso e franco.

    • Um aperto de mão mole e que quase não toque os dedos do outro é tido como desagradável.

    • Uma mão sem firmeza pode indicar alguma fraqueza de carácter, enquanto que um toque muito rápido pode indicar alguma timidez.

Registe-se no SMCV, é gratuito



Partant pour trouver le job de votre vie